Criar um jardim que atraia passarinhos resume-se em aumentar as chances dos mesmos de encontrarem abrigo e alimento, oferecendo um ambiente rico em formatos, variedades e distribuição de plantas, com características próximas às das áreas naturais.

Não é preciso manter um animal em uma gaiola para ter ele sempre em sua casa.

Ao compararmos as áreas plantadas com apenas uma espécie vegetal aos pomares e jardins, com muitas e distintas espécies vegetais, imediatamente constataremos que a variedade, quantidade e constância de pássaros nos segundos é muito maior do que nos primeiros. Tal riqueza decorre da maior possibilidade de encontrarem abrigo e locais propícios à nidificação, além da permanente oferta de alimentos.

Algumas dicas:

  • use plantas nativas de sua região, capazes de atrair e manter a fauna regional;
  • espécies frutíferas são interessantes, mas o nosso conceito de frutas muitas vezes não coincide com o dos pássaros;
  • capriche na diversidade de espécies. Escolha vegetais de densidade e formato distintos, pois as exigências para nidificação variam a cada espécie. Muitas vezes, um arbusto não floresce nem frutifica, mas é ideal para atrair pássaros;
  • ao planejar seu jardim ou pomar, cuide para incluir espécies que floresçam e frutifiquem nas diferentes estações do ano, de maneira a garantir alimentação permanente;
  • disponha as espécies vegetais que você selecionou, alternando espaços abertos e fechados, árvores, arbustos e relvados;
  • água é um importante fator na atração de pássaros. Recipientes relativamente pequenos, rasos e, se possível, com movimento, são ideais. Espalhe vários em seu jardim, mas não esqueça de trocar a água e lavar o recipiente, para evitar o surgimento de mosquitos.
  • em épocas de poucas frutas, acrescente alguns comedouros, para que seus pequenos convidados não precisem buscar outros locais de alimentação;
  • proteja seus coloridos convidados de gatos e outros animais que se alimentam de ovos e de filhotes – enrole arame farpado nos galhos das árvores;
  • convide seus vizinhos a participarem de seu esforço: ajude a criar uma grande mancha verde que forneça aos pássaros o espaço de que precisam.

Finalmente, seja paciente. Dê tempo ao tempo, e espere que os pássaros descubram o pequeno paraíso que você preparou.

Autora: Rachel Osorio

Fonte: Câmara dos Deputados

 

FacebookTwitterGoogle+#Compartilhe